Artigo


Eu lesionada

Postado: 31 de Maio de 2017


Eu lesionada 
 
Escute minha gente o que eu tenho pra dizer,   
Com essa coisa de LER DORT não é bom de viver, 
Mais existe muitas formas de você evitar, 
Hoje tenho consciência que tinha como driblar,  
Estas doenças miseráveis e vou te aconselhar, 
Trabalhe dentro do limite que você suportar, 
Nada de jornada excessiva, pois o patrão rico já está. 
Tenho uns conselhos básicos que podem te ajudar, 
Nunca digite mais de uma hora sem dez minutos pausar.                                                                                        
Agora se mesmo assim a LER DORT te acometer 
Fique atento aos sinais que seu corpo vai dizer. 
Faça sempre alongamentos sem nunca esquecer de  
Um médico consultar, a iniciar um tratamento ele vai aconselhar  
Cãibras e formigamentos, Dor sem cabimento  
Veja logo companheiro Pois a danada da doença  
Que tomar seu corpo inteiro. 
Ela vem da cervical que começa a incomodar 
Uma dor irritante que vai te estressar  
Você pensa que é nada um analgésico vai tomar  
Mais é um paliativo a dor logo vai voltar. 
As mãos perdendo a força, com dores latejantes  
E você nunca mais pegará objetos 
Com a segurança de antes, o celular cai toda hora 
O copo d’água também vai ao chão, 
Segurar as coisas então fica muito preocupante, 
E o danado do inchaço vai tomar a tua mão 
Meu colega e companheiro que trabalha o tempo inteiro 
Lembre que quem vai ficar famoso e rico é o banqueiro. 
Que através do sofrimento do lesionado fica cheio de dinheiro. 
 
Bel Silva 
*Funcionária do Bradesco Agência Porto seco Pirajá 

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Retrato do Adoecimento no Setor Bancário