Artigo


Os bancos atrapalham a legalização da maconha

Postado: 14 de Setembro de 2017


Na semana em que o Santander fecha uma exposição artística por causa de reações raivosas, recheadas de preconceitos e obscurantismo, reeditando a prática da censura, confirmando o estado de exceção no qual estamos atolados, é o momento oportuno para lembrar de outro episódio cujo comportamento dos bancos é assumir uma posição conservadora, prejudicando um dos mais maiores avanços civilizatórios do século XXI: A LEGALIZAÇÃO DA MACONHA. 

Atualmente a economia da maconha é a que mais cresce nos EUA, com potencial de quadruplicar o seu valor nos próximos anos. No Brasil, um estudo encomendado pela Câmara dos Deputados aponta que a legalização da maconha poderia render até R$ 6 bilhões em impostos. Além da economia com o sistema prisional, esse valor pode estar subestimado, já que um estudo da Universidade Federal de Juiz de Fora aponta a maconha, hoje, como a 8ª cultura mais plantada no Brasil e representante de 40% da produção nacional, podendo ser uma alavanca para o desenvolvimento do semiárido nordestino.

Bancos como Santander, Itaú, Citibank e Bank of América são os principais obstáculos à legalização e à economia da maconha, pois essas instituições financeiras encerraram as contas das farmácias e de outras empresas que participam do comércio legal da erva nos EUA e no Uruguai. No país vizinho a situação é ainda mais complicada, o Citibank e o Bank of América estão ameaçando encerrar suas operações com o Banco da República do Uruguai, por abrigar as contas das empresas envolvidas na cadeia de produção e de comercialização da maconha. 

A legalização tem vários pontos positivos que são apontados pelos defensores do ato como sendo uma das formas mais eficientes de combater o tráfico de drogas e vários de seus efeitos deletérios. Os seus comprovados efeitos medicinais e o seu uso recreativo, uma questão de liberdade individual, não podem continuar sendo criminalizados.

*Álvaro Queiros é diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia e empregado da Caixa

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Boletim Informativo - Em defesa da Caixa