Fenaban oferece 8% de reajuste salarial

Postado: 11 de Out de 2013 - 06h12

Os bancários chegam nesta sexta-feira (11/10) a 23 dias de uma greve histórica, a maior dos últimos anos, com mais de 12 mil agências paradas no país. Somente na Bahia, 842 unidades estão fechadas e a adesão ao movimento é grande. 
 
Também nesta sexta-feira (11/10), mas na madrugada, depois intensos debates, a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) apresentou uma nova proposta ao Comando Nacional, que prevê 8% de reajuste salarial (1,82% de aumento real).

O índice vale para o cálculo de todas as verbas salariais, inclusive o vale-alimentação (R$ 397,36). Os valores são retroativos a 1º de setembro, data-base da categoria, e os pagamentos e ajustes devem ser feitos na folha de novembro.

 
Com relação ao piso, o reajuste proposto é de 8,5%. Sobre a PLR (Participação nos Lucros e Resultados), a Fenaban mantém o reajuste de 10% no valor fixo e no teto da parcela adicional. Ou seja, a regra básica continua a mesma, 90% do salário mais R$ 1.694,00 (reajuste de 10%), limitado a R$ 9.011,76. 

A parte adicional ficaria 2% do lucro líquido distribuídos linearmente, limitado a R$ 3.388,00 (10% de reajuste). A primeira parcela deve sair em até 10 dias após a assinatura do acordo coletivo e a segunda até 3 de março.

A nova proposta também tem cláusulas sociais, como a prevenção de conflitos de ambiente de trabalho, com a redução do prazo de 60 para 45 dias para a resposta dos bancos às denúncias apresentadas pelos sindicatos, criação de um grupo de trabalho para analisar as causas de afastamentos e a concessão de um dia de ausência remunerada. A alteração na proposta acontece uma semana depois de o Comando Nacional rejeitar a segunda oferta. 

Outras Noticias

  • SBBA quer reunião com direção do Itaú

    As péssimas condições de trabalho nas agências do Itaú têm preocupado o Sindicato dos Bancários da Bahia. Constantemente, chegam denúncias sobre a falta de...

  • Mais arbitrariedade no Itaú de Camaçari

    Uma funcionária do Itaú, localizado na fábrica da Ford, em Camaçari, teve o acesso à agência negado, por ordem da gerente comercial. A bancária, que está de...

  • Segurança em debate com a Fenaban

    A insegurança nas agências bancárias volta a pauta de discussões com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos), na segunda-feira (24/11), às 15h, em São Paulo....

  • SBBA faz convênio com Colégio Integral

    O Sindicato da Bahia tem uma preocupação especial com a educação. Os bancários sindicalizados têm diversas opções. Mas, a entidade vem ampliando a rede de...

  • Uma em cada três mulheres é agredida

    Uma em cada três mulheres no mundo sofre violência conjugal, mesmo com os esforços dos governos para combater as agressões. Os números da OMS (Organização Mundial da...

  • Roda de Conversa será na terça-feira

    O Sindicato da Bahia realiza atividades para reforçar a campanha 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. O primeiro evento, a Roda de Conversa, acontece terça-feira (25/11),...

  • Abuso. Bradesco eleva plano de saúde

    O segurado do Bradesco Saúde na Bahia malmente tem atendimento médico garantido e, agora, para piorar, a empresa onera o trabalhador com reajuste dos valores das mensalidades. Um completo...

  • Negro é a principal vítima da violência

    Seja na rua ou em casa, a população vive com o medo constante da violência. Para os negros, a preocupação é ainda maior. A cada duas horas, cinco jovens negros são...

Enquete

O que você vai fazer com o 13º salário?

Resultado

      Fale Conosco
    Avenida Sete de Setembro - 1001
    Mercês - Salvador/BA
    Tel: (71) 3329-2333
© www.bancariosbahia.org.br
Desenvolvidor pela