II Espetáculo da trilogia Identidade e Gênero

Postado: 26 de Maio de 2017 - 10h07

II Espetáculo da trilogia Identidade e Gênero
 
Histórias Delas: Questões de Gênero?, segundo espetáculo de uma trilogia sobre gênero e identidade em sua diversidade, enseja instaurar uma prática de criação dramatúrgica, cênica e colaborativa, partindo das subjetividades e das memórias individuais dos atores – das atrizes envolvidos no processo. Ancorando-se nas perspectivas teóricas e políticas das autoras feministas Chimamanda Adichie, Heleieth Saffioti, Judith Butler, Rita Segato, dentre outras, bem como, na metáfora proposta por Walter Benjamin – a do trabalho de Penélope, a memória dos atores – das atrizes constitui, nesta performance, são o ponto de partida para interrogar a noção de gênero em sua interseccionalidade e diversidade, como repetição de atos, gestos e signos do âmbito sociocultural que reforçam a construção dos diversos corpos para além do binarismo masculino e feminino. A partir das histórias de vida dos - das atores - atrizes, a Cia Estupor de Teatro, convida os espectadores – as pessoas a discutir Gênero numa cena em que o testemunho da experiência de vida, através, portanto, da vivência, imaginação e da rememoração dos fatos, constitui “o fio de Ariadna”. As noções de gênero e identidade que norteiam o trabalho prático com as reminiscências das memórias, trazem necessariamente à tona a noção de opressão. O trabalho com essas opressões rememoradas é atravessado por outra importante metáfora utilizada por Benjamin, para descrever a memória: o que fica são determinadas sínteses do muito vivenciado. Estas teimam em aparecer, por vezes em flashes, numa espécie de incômoda estranheza familiar.
  
SOBRE O PROJETO
 
O projeto de pesquisa “Memória, dramaturgia, dramaturgismo: histórias de vida como modelos de ação” trabalha o teatro e a música numa perspectiva teórica e prática, envolvendo professores e alunos da Graduação e da Pós-Graduação em Artes Cênicas, das Escolas de Teatro e de Música da Universidade Federal da Bahia”. Problematizando as noções de gênero, uma vez mais, o segundo resultado prático da pesquisa traz ao público a Performance cênica-musical Histórias Delas: Questões de Gênero? instaura uma prática de criação dramatúrgica, cênica e colaborativa a partir da subjetividade das atrizes e suas memórias. Este segundo espetáculo é mais uma produção da CIA Estupor de Teatro, voltada para investigações dramatúrgicas e processos de encenação: metodologias e aplicações. A Estupor de Teatro foi fundada em 2003 por Antonia Pereira (Dinah Pereira), pós-doutora em Dramaturgia – Pesquisadora do CNPQ e Carol Vieira, doutora em Educação e Professora Adjunta da Universidade Federal do Ceará. Desde sua criação a Cia já montou “Um dia na vida de uma Enfermeira” (2004), "Só o Faraó Tem Alma" (2004), "O Futuro Está Nos Ovos" (2006), “A Morte nos Olhos” (2007), “A Memória Ferida” (2008), “Na Outra Margem” e X ou Y? Algumas questões sobre gênero (2015). Em 2011 ganhou o Prêmio Eletrobrás/Chesf e efetuou uma turnê por seis capitais brasileiras com a “Trilogia Memórias”. Histórias Delas: algumas questões sobre gênero, contemplada com o Edital Universal MCT/CNPQ 2014, pretende discutir Gênero, a partir das histórias de vida das  atrizes que, em cena, testemunham  experiências  e sensações subjetivas, rememoradas e, portanto, ressignificadas.


 
SERVIÇO:

Onde: Teatro do Movimento – Escola de Dança
Quando: 08, 09, 10, 15, 16 e 17 de Junho de 2017. (Quinta à Sábado)
Horário: 19 horas
Quanto: Entrada Franca!
Realização: Coletivo Estupor de Teatro
Email: thiagopftc@hotmail.com
Contato: Thiago Carvalho (71) 99159-0282

Outras Noticias

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Jornal Mulher em Movimento - Jan/fev 2017