Definidas reuniões entre bancários e bancos

Postado: 08 de Agosto de 2017 - 17h32

Manter as conquistas da Convenção Coletiva de Trabalho e, desta forma, evitar perda de direitos com a nova legislação trabalhista é prioridade para os bancários. A categoria quer que a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) firme um compromisso, por meio de um acordo, que garanta proteção ao emprego, resguarde direitos e delimite os atos nocivos que podem advir da lei. O assunto será discutido no dia 22 de agosto.

Outras demandas também vão para a mesa de discussões. Todo o calendário foi definido em reunião, nesta terça-feira (08/08), entre o Comando Nacional dos Bancários e empresas. A cláusula 62 da Convenção Coletiva de Trabalho - que trata sobre realocação e requalificação profissional - será debatida em 23 de agosto.

A Comissão de Saúde no Trabalho se encontra nos dias 5 e 27 de setembro. No dia 11, é a vez do grupo de Segurança Bancária e 18 de setembro, o de Igualdade de Oportunidades. A cláusula de prevenção de conflitos vai para a mesa de discussão em 21 de setembro.

Em outubro, tem mais debate nas comissões. Segurança (4 de outubro), Igualdade de Oportunidades (11) e acompanhamento da cláusula de prevenção de conflitos (18). As negociações com a Fenaban terminam apenas no fim de novembro.

Abre as reuniões do mês, a Comissão de Saúde no Trabalho (7 de novembro), seguida pela de Segurança (14 de novembro). A Comissão de Igualdade de Oportunidades fecha os encontros do ano, com reuniões dias 23 e 28 de novembro. 

 

Outras Noticias

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Boletim Informativo - Em defesa da Caixa