Notícia

Lavagem do Beco - animação da avenida

Postado dia: 09/02/2018 - 09:16

Antes das 17h da quinta-feira de Carnaval (08/02), a avenida sete de setembro foi tomada pela alegria dos foliões na concentração da Lavagem o Beco das Quebranças, na porta do Sindicato dos Bancários da Bahia. A 22ª edição da tradicional festa levou ao circuito Dodô mais de mil participantes, entre bancários e comunidade. A animação foi geral.

Perto das 20h, a fanfarra puxou a multidão ao som de Vou festejar, canção eternizada na voz da sambista Beth Carvalho. Os foliões seguiram para a Piedade e depois pegaram a avenida Carlos Gomes. Por todo o percurso, o cortejo da categoria chamou atenção para as mazelas da política neoliberal. Toda sujeira de Temer foi lavada pelas baianas, que regaram o momento com muita água de cheiro e animação.

A Lavagem do Beco já é uma festa marcada na agenda dos foliões. É o caso da aposentada Meire Angélica. Ela participa todos os anos da lavagem e faz questão de ir. “Não perco uma só vez e ainda trago amigos!”, destacou a ex-bancária. A professora Eliene Rocha acompanha a amiga na folia momesca organizada pelo SBBA pelo terceiro ano consecutivo e diz amar o evento.

Depois de muitos convites, o educador físico Marcos Félix se rendeu e compareceu pela primeira vez na Lavagem do Beco das Quebranças. “Festa muito organizada. Venho sempre agora!”, ressaltou o irmão do funcionário da Colônia de Férias dos Bancários, Max Félix.


Personagens levam irreverência

A alegria e irreverência fazem parte da folia momesca. E não poderia ser diferente na Lavagem do Beco das Quebranças. A fantasia toma conta e alguns personagens são figurinhas carimbadas para alegrar. 

Roupa bem colorida, maquiagem forte, peruca rosa, corpão e a alegria contagiante são os componentes que chamam atenção para a Popozuda. Há sete anos como Rainha da Quebrança, traz carisma, molejo e samba  no pé para a festa da categoria. “Venho para fazer a alegria dos foliões”, ressalta o professor e propagandista Kleber Sales, que está por trás do personagem.

A mesma motivação tem Kleber Salim, funcionário do Sindicato, que está à frente do reino do Beco das Quebranças há seis anos com muito brilho e uma coroa de dar inveja a qualquer rei. “Gosto muito de ser o Rei da Quebrança, principalmente no momento de curtição e protesto”.