Notícia

Reforma “light” é um truque contra o trabalhador

Postado dia: 09/11/2018 - 13:51

O objetivo da reforma da previdência da equipe econômica do novo governo é acabar com a fórmula 85/95 e mudar a regra de cálculo das pensões. Os articuladores e aliados do presidente eleito entraram em campo para avançar e a provar as mudanças ainda neste ano.

Chamada de “versão light”, o texto foi baseado em dois projetos de leis já prontos e elaborados por consultores do Congresso Nacional. Segundo eles, não querem ferir a Constituição Federal. Com intuito de mudar poucos pontos, os aliados de Bolsonaro alertam que é mais fácil aprovar a reforma. Truque.

Um dos projetos permite a criação de uma alíquota previdenciária complementar até 22% para servidores públicos federais. Já vão tomar posse com os cofres vazios e na iminência de uma seria crise financeira sistêmica nas administrações estaduais. 

Com o fim da regra 85/95, que permite que os trabalhadores alcancem com mais rapidez o benefício integral ao se aposentar, ficará mais difícil envelhecer com qualidade de vida no país. Além disso, o novo modelo defende que comece a partir de 60% do salário de contribuição e cresce quanto maior for o tempo de contribuição. Preocupante.