Notícia

[Cronograma de mudanças na Caixa é desrespeito]

Cronograma de mudanças na Caixa é desrespeito

Postado dia: 11/02/2020 - 12:06

Mais ameaças às funções e ao papel social da Caixa. Às vésperas da reunião desta quarta-feira (12/02) entre a CEE (Comissão Executiva dos Empregados) e o banco, a direção da empresa anunciou, nesta segunda-feira (10/02), um cronograma da reestruturação. 


Para a maioria dos empregados, o prazo para se manifestar sobre a função e lotação desejada termina já nesta quarta. O problema é que as informações são insuficientes, causando questionamentos, e o sistema disponibilizado pela Caixa não está funcionando.


Boa parte dos cargos será atingida pela reestruturação. Os chefes de unidade, como os gerentes gerais, passam por processos seletivos e revalidações ainda nesta semana. Mas, a decisão será subjetiva, sendo necessário apenas o aval dos novos superiores para manter as funções dos trabalhadores. 


Os prejuízos para os empregados preocupam. No caso dos gerentes de relacionamento, por exemplo, passarão a ganhar 50% a menos, mas exercerão as mesmas atividades. Outros serão realocados em agências. Isto após muitos anos sem atender o público, em funções totalmente diversas, sem qualquer tipo de treinamento ou preparo anterior. 


Para piorar, os afastados por licença ou em período de férias também são obrigadas a manifestar o interesse até esta quarta-feira. Porém, a área de gestão de pessoas, responsável pelo trâmite, não sabe passar as orientações necessárias. 


As mudanças anunciadas pela Caixa estão em desacordo com a cláusula 48 do ACT (Acordo Coletivo de Trabalho). O item afirma que o banco tem a obrigação de discutir com a mesa de negociação permanente qualquer reestruturação. A reunião com a CEE está marcada para 9h desta quarta-feira (12/02), em Brasília.