Notícia

[De preto, funcionários do BB contra Performa]

De preto, funcionários do BB contra Performa

Postado dia: 12/02/2020 - 12:03

Centenas de funcionários do Banco do Brasil mostraram força e união contra o Performa, no Dia Nacional de Luta, nesta quarta-feira (12/02). De preto, participaram de manifestações em diversas cidades da Bahia e retardaram a abertura das unidades em 1 hora.


Em Salvador, o Sindicato dos Bancários da Bahia realizou ato no edifício Cidade Alta. O local ficou cheio, mostrando que só com unidade os retrocessos do programa de "eficiência" podem ser barrados. 


A reestruturação impõe, entre outros prejuízos, a redução dos salários, com a diminuição do VR (Valor de Referência), além de criar diferenças entre trabalhadores com o mesmo cargo. O diretor do SBBA, Fábio Ledo, ressaltou a importância do movimento sindical para impedir a implementação da medida 'perversa' e unilateral.  "Nós, da COE, não vamos aceitar esta reestruturação".   


O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, destacou a importância do BB para o Brasil e toda população. O banco público é responsável por, aproximadamente, 70% da carteira de crédito rural do país e a ameaças de privatização não fazem sentido. 


"Ter parado uma hora foi fundamental. Mostramos a força do funcionalismo e que a empresa não funciona sem os trabalhadores. É preciso que o Banco do Brasil e o governo Bolsonaro respeitem quem traz resultados para empresa, que é totalmente rentável", disse Vasconcelos.


A unidade dos empregados também foi reforçada pela secretária geral do Sindicato, Jussara Barbosa, que fez questão de parabenizar o empenho dos participantes no ato. O presidente da Federação da Bahia e Sergipe, Hermelino Neto, também participou do protesto.