Delicado

Postado: 11 de Agosto de 2017 - 09h32

Com um Congresso Nacional de perfil tão conservador, e diante da possibilidade concreta de que a próxima legislatura seja igual ou pior, não resta a menor dúvida ser muito arriscado fazer reformas no Brasil pós golpe. Tudo que tem sido reformado até agora só atende os interesses do grande capital, principalmente o sistema financeiro. O povo sempre sai perdendo. Portanto, em uma conjuntura tão adversa, somente uma Constituinte, com canais efetivos de participação popular, para a definição democrática de novas regras para o jogo. E ainda assim é fundamental ficar de olho bem aberto.

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Retrato do Adoecimento no Setor Bancário