Inócua

Postado: 07 de Dezembro de 2017 - 14h53

A pressa do TRF-4 para acelerar o julgamento e a condenação de Lula não significa que, automaticamente, ele esteja impedido de participar da eleição presidencial do próximo ano. Quem garante é o advogado Luiz Fernando Casagrande Pereira, responsável pela estratégia jurídica para o ex-presidente superar a perseguição política de que tem sido vítima. Ele diz que ao processo cabem recursos que dificilmente serão julgados a tempo da inscrição de candidatura, cujo prazo é agosto.

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Retrato do Adoecimento no Setor Bancário