Exclusão

Postado: 07 de Fevereiro de 2018 - 15h28

A declaração de Gilmar Mendes, ao passar a presidência do TSE para Luiz Fux, de que Lula pode escapar da prisão, mas não da inelegibilidade, sugere certa divisão nas elites. Os setores mais raivosos, fascistas, que alimentam o ódio de classe, exigem que o ex-presidente seja preso, enquanto os segmentos mais liberais temem os efeitos e consequências de tamanha arbitrariedade. Ambos, no entanto, estão unificados em tirá-lo da eleição.

Jornal

Enquete

Qual é a maior mentira do governo Temer?

Resultado

Publicações Especiais

Retrato do Adoecimento no Setor Bancário