Artigo

Genocídio muito além da Covid

Postado dia: 17/08/2021 - 00:00

Se não bastasse o presidente deste País não ter pedido as vacinas em tempo hábil, tornando-se o principal responsável pela morte de mais de 550.000 seres humanos, agora, o nazifascista ataca também pessoas acometidas por câncer.


Bolsonaro já se manifestou contrário a que pacientes graves possam ter acesso a remédios de alto custo, que podem salvar milhares de vidas. Mas nunca se opôs às regalias concedidas em seu governo aos militares, que custam milhares de reais aos cofres públicos. O presidente desafiou e continua desafiando a ciência, em prol de seus grupos oligárquicos, que existem há anos no Brasil.


Enquanto isso, a maioria do Congresso segue calada, sem se posicionar contra tanta barbaridade. Que seres desumanos são esses, que não gritam frente às injustiças e os descalabros? São poucos os deputados e senadores que atuam no sentido de barrar tantas mazelas. 


Recentemente o deputado federal Daniel Almeida denunciou mais este absurdo, que vai de encontro ao artigo 5º da Constituição Brasileira, que garante o direito à vida como questão soberana dos seres humanos. 


O povo brasileiro passa por muitas angústias, sem trabalho, com fome e enfrentando a desvalorização do trabalho, com tantas reformas perversas. Certamente não se calará diante do autoritarismo e todos os atentados que vêm sendo perpetrados contra a vida em nosso País.


*Graça Gomes é diretora do SBBA, do Iapaz e da Associação Cultural José Marti (ACJM), e coordenadora Regional do Dieese.