Artigo

A CPI da Pandemia Covid-19

Postado dia: 01/11/2021 - 00:00

A Comissão Parlamenta de Inquérito (CPI) da Pandemia da Covid-19 no Senado Federal, teve grande importância para a sociedade, evitando mais mortes e identificando os crimes cometidos pelo presidente Bolsonaro e seus seguidores. O Brasil em 2021 até a aprovação do relatório final da CPI foi o país com maior numero de mortes no mundo com 408.333, em segundo lugar os Estados Unidos com 372.334 perdas humanas.


A CPI conseguiu a partir de sua ação e das investigações descobrir muitos crimes inaceitáveis e até então desconhecidos como, por exemplo, a corrupção na compra das vacinas, a sabotagem para evitar a vacinação, as pesquisas em seres humanos sem passar pelo comitê de ética realizada pela Prevent Sênior, transformando as pessoas em verdadeiras cobaias, a fraude nos atestados de óbitos, para retirar a covid-19 como causa da morte. 


Iniciada em 27 de abril de 2021, a CPI da pandemia da covid-19 no Senado chegou ao seu final em 26/10/21, com a aprovação do relatório com 1289 páginas, depois de 6 meses de discussão onde concluiu pela recomendação do indiciamento do presidente da República Jair Bolsonaro pela prática de nove crimes e mais 77 pessoas, entre elas deputados, empresários, jornalistas, médicos, servidores públicos, ministros e ex-ministros de Estado, além de duas empresas a Precisa e a VTCLog. 


No caso do presidente Jair Bolsonaro, a CPI pede indiciamento pelos seguintes crimes: epidemia com resultado morte; infração de medida sanitária preventiva; charlatanismo; incitação ao crime; falsificação de documento particular; emprego irregular de verbas públicas; prevaricação; crimes contra a humanidade, nas modalidades extermínio, perseguição e outros atos desumanos; crimes de responsabilidade (violação de direito social e incompatibilidade com dignidade, honra e decoro do cargo). 


A CPI da pandemia com sua atuação cotidiana evitou milhares de perdas humanas impedindo que novos crimes fossem cometidos e reafirmando a necessidade de punição para os responsáveis pelas mortes evitáveis.  Até 28/10/21 foram 607.125 vidas perdidas. A criação da frente parlamentar para acompanhar desdobramentos da CPI da pandemia através do PRS 53/2021 foi uma iniciativa importante em defesa da preservação da vida.
* Álvaro Gomes é diretor do Sindicato dos Bancários da Bahia e presidente do IAPAZ