COLUNA SAQUE

Postado: 04/07/2022 - 09:30

SIMPLES
A eleição deste ano oferece dois modelos bem distintos de sociedade. A democracia social de Lula, pautada na superação da pobreza e desconcentração da riqueza, em oposição ao ultraliberalismo neofascista que odeia povo, pobre e preto, praticado por Bolsonaro com o apoio cínico da 3ª via. Civilização ou barbárie. Fácil escolha.

 

ESPINHOSA
Com a aproximação da eleição, a desvantagem de Bolsonaro, o fracasso da 3ª via e a liderança de Lula, a mídia corporativa, em especial a Globo, intensifica os ataques, na tentativa desesperada de evitar a vitória da democracia social e salvar a agenda ultraliberal. Tarefa espinhosa. Desempregado e com fome, o povo quer mudanças.

 

SALVAÇÃO
Opiniões opostas sobre as ameaças golpistas de Bolsonaro, manifestadas por duas figuras respeitadas do campo progressista. O jornalista Chico Pinheiro acha que não vai ter golpe, enquanto o jurista Alysson Mascaro diz que a burguesia aceitaria um novo golpe. Eis o grande dilema hoje da sociedade brasileira. Povo na rua salva.

 

ENDINHEIRADA
Pelo que deixou transparecer no desfile pela Independência da Bahia, 2 de Julho, sábado, quando colocou milhares de pessoas com camisa azul anil, a esmagadora maioria parecendo “militância contratada”, a campanha de ACM Neto (UB) a governador está endinheirada. Um contraste à miséria e sofrimento que o povo pobre amarga.

 

MORALISMO
Pesquisa Datafolha sobre comportamento escancara o distanciamento do governo com os anseios populares. Ao contrário do que prega o falso moralismo do neofascismo bolsonarista, que tenta demonizar o sexo, mais de 73% da população brasileira querem a inclusão da educação sexual no currículo escolar. Ajuda a evitar abusos.