COLUNA SAQUE

Postado: 16/07/2021 - 09:14

É ANIMALESCO
Absurdo próprio de quem se diz negacionista, o fato de Bolsonaro, mesmo “doente”, no hospital, continuar com ataques à CPI e ofensas aos opositores. Reforça a suspeita de que tudo não passa de uma farsa, com fins políticos e eleitoreiros, e mostra que se o presidente não respeita nem a própria doença, não há como se comover com as 550 mil mortes na pandemia.

 

QUE SOFRÊNCIA!
Incrível que, apesar de só adotar medidas antipopulares, em prejuízo dos que mais necessitam do Estado, Bolsonaro ainda tenha apoio nas camadas mais pobres. Tem diminuído muito, mas tem. Além dos cortes drásticos em importantes programas sociais, agora ele quer acabar os vales alimentação e refeição. Também ameaça aumentar o IR das classes médias e diminuir das empresas.

 

NAS TELAS
As claques bolsonarista e morista estão explodindo de raiva e inveja com a notícia de que o famoso cineasta norte-americano Oliver Stone vai lançar, no primeiro semestre de 2022, filme sobre a prisão ilegal de Lula pela Lava Jato. O petista será apresentado ao mundo como líder popular, vítima de armadilha dos EUA para desestabilizar governos progressistas na América Latina.

 

ESTÁ AÍ
O filme que Oliver Stone lança paroano, mostrando Lula como liderança popular perseguida e presa ilegalmente a mando dos EUA, serve para desmascarar bolsonaristas e lavajatistas, alertar incautos, enfim todos que consideravam “teoria da conspiração” as notícias de que a Lava Jato, responsável pelo caos político e econômico, era armação norte-americana.

 

MUDA STF
A ação dos partidos de oposição - PT, PSOL, PCdoB, PSB, Rede e PDT - pedindo a inconstitucionalidade da privatização da Eletrobrás, mais um crime de lesa-pátria do governo Bolsonaro, é outro grande teste para o STF. As últimas decisões do Supremo não ajudaram os esforços progressistas para conter o entreguismo ultraliberal. Tomara que agora seja diferente.