Notícia

Não correção do IR prejudica trabalhador

Postado dia: 12/01/2018 - 11:08

Sem correção há três anos, a tabela do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) vai ficar sem reajuste de novo. Desta forma, só fica isento quem recebe até R$ 1.903,98. A informação é da Receita Federal.

A não correção da tabela do IR pela inflação, promove uma verdadeira extorsão tributária com os assalariados, ampliando ainda mais a desigualdade no país. "Temos um sistema tributário injusto, onde os mais pobres comprometem grande parte da renda, enquanto que os mais ricos, proporcionalmente, pagam bem menos. O Brasil precisa de uma Reforma Tributária que respeite o princípio da capacidade contributiva", destaca o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos.

Se aplicado o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), a defasagem acumulada da tabela do imposto de renda entre 1996 e 2017 chega a 88,4%. Se essa diferença fosse reposta, a faixa de isenção para o IR contemplaria quem ganha até R$ 3.556,56, aponta o Sindifisco. 

Tem mais, o desconto por dependente subiria de R$ 2.275,08 para R$ 4.286,28 por ano. O valor deduzido com gastos de educação chegaria a R$ 6.709,90, contra R$ 3.561,50 atualmente.