Notícia

[Com fechamento das agências, a população sofre]

Com fechamento das agências, a população sofre

Postado dia: 27/05/2020 - 11:19

Mesmo com lucros bilionários, os bancos fecham agências com a justificativa de que o atendimento pode ser feito através de meios eletrônicos e pela internet. Conversa fiada. No país, 42% dos municípios não possuem nenhuma unidade, sendo que 7% não existe qualquer tipo de atendimento bancário. 


De janeiro a abril deste ano, foram fechadas 283 agências. Para piorar, o fechamento de 194 aconteceu após o início da pandemia de Covid-19. Os cinco maiores bancos fecharam mais de três mil unidades bancárias no Brasil entre dezembro de 2012 e abril de 2020. 


No início da série histórica do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), as organizações financeiras atendiam em 66% dos municípios e agora atendem somente 58%. A economia das cidades onde os bancos atuam é claramente afetada, mas isto não impede a maior concentração nos grandes centros, principalmente das empresas privadas.


Prova disto é que além do número de agências, na região Sudeste é onde os bancos privados concedem mais crédito (72,8%). Nas outras, a maior parte vêm dos públicos (90% para o Norte, Centro-Oeste e Nordeste e 80% no Sul). Como o serviço bancário é uma concessão pública regulada por lei, todo o sistema financeiro é obrigado a garantir atendimento para o povo brasileiro. Mas, na prática, não é isto que acontece.    
Desmonte  
Além de terem que se deslocar para cidades distantes, muitas vezes os clientes também enfrentam longas filas pelo quadro reduzido de bancários. Resultado da política de desmonte, a Caixa saiu de 101.484 empregados em 2014 para 84.113 trabalhadores no primeiro trimestre deste ano. Em março de 2007, o único banco 100% público do país possuía 3.414 agências. Atualmente, a instituição financeira tem 3.372 unidades. Queda de quase 10%. Déficit sentido diariamente pelos bancários que sofrem com a sobrecarga de trabalho e pelos usuários com as unidades lotadas.