Notícia

[Reestruturação no BB prejudica funcionários. Desmonte ]

Reestruturação no BB prejudica funcionários. Desmonte 

Postado dia: 13/01/2021 - 12:47

Ao anunciar a reestruturação, o Banco do Brasil tem causado apreensão a todo funcionalismo. Com o plano, um verdadeiro desmonte do governo federal, pretende fechar agências e locais de trabalho e ainda prevê a dispensa de 5 mil empregados até o início de fevereiro, através de PDV (Plano de Demissão Voluntária). 


O Sindicato dos Bancários da Bahia e o demais sindicatos filiados à Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe participam de reunião virtual com os funcionários do BB, nesta quinta-feira (14/01), às 18h, através do Zoom, no link: https://bit.ly/3sg6gpK, para discutir o tema. O ID da reunião: 828 9354 3787 e senha de acesso: 251353. Com a reestruturação, os trabalhadores ficaram preocupados com o futuro da empresa e com a própria situação funcional. 


O Banco do Brasil possui mais de 90 mil funcionários e direção da estatal precisa informar quais serão os prejuízos relacionados às questões salariais ou trabalhistas, como fechamento de agências e PAs, e datas e instâncias em que aconteceram as deliberações. O BB é o patrimônio nacional e também está na mira privatista do governo Bolsonaro, assim como as demais estatais. 


Além dos 5 mil funcionários a menos, o plano de reestruturação visa ainda fechar 112 agências, 242 postos de atendimento e sete escritórios, em um total de 361 unidades em todo o país. O Banco do Brasil é essencial instrumento de crédito para a agricultura, indústria, comércio e para as pessoas físicas, que soma mais de 73 milhões de contas espalhadas pelo país.