Notícia

[Sindicato cobra respeito aos bancários do Santander]

Sindicato cobra respeito aos bancários do Santander

Postado dia: 30/11/2021 - 09:31

Diante da redução dos direitos e ataque ao emprego dos funcionários do Santander, o Sindicato dos Bancários da Bahia promove manifestação na porta da agência da Tancredo Neves, em Salvador, nesta terça-feira (30/11), Dia Nacional de Luta contra a terceirização. Para pedir respeito à direção do banco espanhol, atos estão sendo realizados em todo o país. 


Com a abertura de novas empresas, o Santander tem realocado trabalhadores para realizar os serviços bancários, mas sem ter os mesmos direitos da categoria e com redução salarial. Através da terceirização, a empresa tenta se desvencilhar dos compromissos trabalhistas da CCT (Convenção Coletiva de Trabalho) dos bancários.

 

“Santander terceiriza funcionários para burlar direito dos bancários e bancárias. Apesar de ter lucrado acima de 12 bilhões em nove meses, o banco espanhol utiliza subterfúgios para descumprir a Convenção Coletiva da categoria. Tudo isso ocorre, pois a lei da terceirização e a Reforma Trabalhista precarizaram as relações de trabalho com objetivo de reduzir salários e cortar direitos. O Sindicato vai seguir firme, realizando protestos em nível nacional para denunciar mais esse absurdo!”, reforçou o presidente do SBBA, Augusto Vasconcelos.


Esta atitude do Santander é mais uma forma de o banco reduzir os custos com mão de obra e penalizar os empregados, porque têm os salários rebaixados, sem PLR (Participação nos Lucros e Resultados), e trabalham diariamente a base de pressão por metas. O Sindicato da Bahia e a Federação da Bahia e Sergipe vão continuar lutando em defesa da dignidade do emprego dos trabalhadores do Santander, contra a terceirização desenfreada e contra o adoecimento da categoria.