COLUNA SAQUE

Postado: 27/04/2021 - 12:07

CERTÍSSIMO
O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não está desacatando a Justiça ao descumprir a decisão do juiz federal Charles Frazão, que vetou a indicação de Renan Calheiros (MDB-AL) para a relatoria da CPI da Pandemia. Como não há fato legal que a ampare, representa uma interferência indevida do Judiciário no Legislativo.

 

PODRIDÃO
Mais do que medo, Bolsonaro está em pânico com a CPI da Pandemia, instaurada nesta terça-feira. Ao que parece, devem existir podres tão terríveis que quando vierem a público deixarão a sociedade estupefata, em um escândalo capaz de obrigar o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), a colocar o impeachment em votação. Vem mais lama por aí.

 

GRAVÍSSIMO
O Senado e a Câmara têm de se posicionar. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, disse ter interferido na liberação da maior apreensão de contrabando de madeira a pedido dos senadores Jorginho Mello (PSC-SC), Telmário Mota (PROS-RR), Zequinha Marinho (PSC-PA), Mecias de Jesus (Republicanos-RR) e da deputada Caroline de Toni (PSL-SC). E aí?

 

DESEDUCAÇÃO
Inaceitável, inconcebível, deplorável. Embora o Brasil se aproxime de 400 mil mortes, com cerca de 15 milhões de infectados, o governo do Estado da Bahia e a Prefeitura de Salvador insistem na retomada das aulas presenciais na próxima semana. A maioria esmagadora dos professores e da sociedade é contra. Uma irresponsabilidade que pode custar muitas vidas.
 
TUBARÕES
É óbvio ululante que a pressão pela volta das aulas presenciais atende exclusivamente os interesses dos “tubarões” donos de escolas que lucram fortuna com o ensino. Se a preocupação fosse mesmo com a educação, o governo da Bahia não teria fechado inúmeras escolas e a Prefeitura de Salvador não deixaria tantas unidades educacionais em completo abandono.