Notícia

[Contas ficam mais caras com o trabalho remoto]

Contas ficam mais caras com o trabalho remoto

Postado dia: 13/10/2021 - 16:31

Com a pandemia de Covid-19, o trabalho remoto virou uma realidade para milhões de brasileiros. Mas, as empresas quase nunca dão o suporte necessário ao trabalhador que, além de ficar sem reajuste salarial, tem de arcar com o aumento das despesas básicas. 


Com o custo de vida super elevado, os gastos do cidadão com internet, água, alimentação e energia devem ficar 25% mais altos nos próximos meses, aponta o FGV Ibre (Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getúlio Vargas).


O aumento, segundo o estudo, varia de acordo com o número de pessoas em casa e da rotina de trabalho. Com os sucessivos reajustes da energia, a conta de luz é o que mais pesa no bolso. Um casal que trabalha no escritório doméstico pelo menos oito horas por dia, usando um computador desktop ou notebook, pode ter um acréscimo de cerca de 170 kwh, o equivalente a, aproximadamente, R$ 135,00. Sem considerar a bandeira vermelha. 


O que está ruim ainda pode piorar e o reajuste pode ser ainda maior com a crise hídrica e a criação da bandeira tarifária com valor extra de R$ 14,20 a cada 100 kwh consumidos.