Notícia

[Dois de Julho: comemoração e protestos no sábado ]

Dois de Julho: comemoração e protestos no sábado 

Postado dia: 30/06/2022 - 16:49

Desemprego, fome, alta da inflação e preço dos combustíveis abusivos. Motivos não faltam para protestar e exigir o fim imediato da política ultraliberal do governo Bolsonaro. Este será o tom do Desfile da Independência da Bahia, o tradicional 2 de Julho, que acontece neste sábado, quando a população toma as ruas para comemorar e protestar. 


Após dois anos de pandemia, as manifestações que celebram os heróis da Independência da Bahia voltam a acontecer. Como é tradição, a sociedade e entidades sindicais também estarão nas ruas exigindo que o país possa voltar a dar dignidade ao povo.


A cerimônia está marcada para ser iniciada às 7h, com a concentração no Largo da Lapinha, onde posteriormente há o hasteamento das bandeiras pelas autoridades do Estado. Logo em seguida, às 9h, o cortejo segue pelas ruas do bairro até a praça Thomé de Souza. À tarde, o cortejo segue em direção ao Campo Grande.


A história conta que em 2 de julho de 1823 as últimas tropas portuguesas foram expulsas do país por baianos, concluindo de fato a Independência do Brasil. Neste ano, 2022, a história pode se repetir quando os eleitores brasileiros poderão tirar o governo ultraliberal, que entrega o patrimônio nacional ao grande capital estrangeiro, retira direitos dos trabalhadores, aumenta o desemprego e a miséria.