Notícia

[Bolsonaro avança com o desmonte da Petrobras]

Bolsonaro avança com o desmonte da Petrobras

Postado dia: 01/07/2022 - 11:16

Mais um passo da agenda entreguista do governo Bolsonaro foi dado para acabar com a Petrobras. A Justiça validou o acordo que obriga a empresa a vender 8 das 13 refinarias de petróleo. 


Agora, estão na mira do governo a venda da Rnest (Refinaria Abreu e Lima), Repar (Refinaria Presidente Getúlio Vargas) e da Refap (Refinaria Alberto Pasqualini), bem como os ativos logísticos integrados a esses parques industriais.


Infelizmente, o governo conseguiu vender a Rlam (Refinaria Landulpho Alves) – segunda maior refinaria do Brasil, localizada na Bahia, para o fundo de investimentos dos Emirados Árabes, Mubadala Capital. Na Bahia, a população sofre com os constantes aumentos dos combustíveis. 


Também assinou outros três contratos de venda da SIX (Unidade de Industrialização do Xisto), Reman (Refinaria Isaac Sabbá) e Lubnor (Refinaria Lubrificantes e Derivados do Nordeste). 


Aos poucos a necropolítica ultraliberal de Jair Bolsonaro acaba com o patrimônio nacional. Em três anos foram vendidos 62 ativos da Petrobras, inclusive de subsidiárias estratégicas, como a BR Distribuidora, campos de petróleo, gasodutos, termelétricas, usinas eólicas e refinarias.