COLUNA SAQUE

Postado: 25/04/2022 - 09:24

PLUTOCRACIA
Mais de 20 milhões de pessoas passando fome, 116 milhões sem condições de fazer três refeições diárias, 13 milhões de desempregados, gás de cozinha a R$ 130,00, gasolina a R$ 8,00 o litro, desprezo pela saúde e educação públicas. Governo dos ricaços. Plutocracia. Não há como o cidadão comum, trabalhador, apoiar Bolsonaro. É votar contra ele próprio.

 

EMPOBRECIMENTO
Estudo do grupo Tendências Consultoria Integrada comprova o acelerado empobrecimento da população. A participação das classes D e E no total de domicílios brasileiros deve chegar a 50,7% no final deste ano, diferença de 2 pontos percentuais, o que é alto, em relação aos 48,7% registrados em 2012. Efeitos perversos da agenda ultraliberal do governo Bolsonaro.

 

SUPLÍCIO
Os dados do Inesc (Instituto de Estudos Socioeconômicos), mostrando as drásticas reduções nas verbas da educação nos governos Temer e Bolsonaro, servem para explicar o golpe jurídico-parlamentar-midiático de 2016 e o caráter altamente elitista do ultraliberalismo neofascista. Na saúde os cortes são ainda maiores. Haja sofrimento para o povo. Muito martírio.

 

NECROPOLÍTICA
Só mesmo muita ignorância ou má fé, para não enxergar a postura “terrivelmente” antipovo do governo Bolsonaro. Enquanto a Cultura, por incrível que pareça, reserva R$ 1,2 bilhão para produções em defesa das armas de fogo, os recursos para a Educação neste ano sofrem redução de R$ 6,2 bilhões em relação a 2021. É a necropolítica bolsonarista.

 

LIDERANÇA
A julgar pelas manifestações populares durante os desfiles das escolas de samba no Carnaval fora de época em São Paulo e Rio, Bolsonaro será fragorosamente derrotado nos dois maiores colégios eleitorais do Brasil na eleição do dia 2 de outubro próximo. Só deu Lula. Sinal de que as pesquisas estão corretas. Para a alegria do povo e o futuro da democracia.