COLUNA SAQUE

Postado: 13/01/2022 - 09:27

DESPREZÍVEL
A Anvisa quer o cancelamento da temporada de cruzeiros por causa da disparada da Covid. Quatro capitais com UTIs em estado crítico. Alcione, Marisa Monte, Samuel Rosa, Lulu Santos, Anitta e muitos outros artistas estão contaminados e/ou cancelaram shows por prevenção. Mesmo assim, em Salvador mercenários do axé e do pagode insistem em fazer Carnaval.


 
ANALOGIA
Se o governador Rui Costa e o prefeito de Salvador, Bruno Reis, se dobrarem à pressão da irresponsável indústria do entretenimento e aceitarem a realização de Carnaval em espaços fechados, apenas reduzindo o público de 5 mil para 3 mil, não terão moral para criticar o governo Bolsonaro por ter diminuído de 10 para 5 dias o período da quarentena para Covid.


 
PREFERIDO
A larga vantagem de Lula (45%), confirmada na primeira pesquisa do ano, a Quaest/Genial, seguido por Bolsonaro (23%), Moro (9%), Ciro (5%) e Dória (3%), reafirma a tendência de a eleição ser decidida logo no 1º turno e também revela a aceitação cada vez maior do petista não só na vontade popular, mas entre influentes setores das elites. Preferência nacional.


 
FIGURANTES
A cada pesquisa divulgada fica cristalino o fracasso da tal 3ª via, que a direita perfumada, não negacionista, tanto sonha. É muito improvável que um candidato alternativo possa superar Bolsonaro, que tem a máquina na mão, muito menos Lula. A eleição está bem polarizada. Moro, Ciro, Dória e outros serão simples figurantes.


 
TENDÊNCIA
Tudo bem que pesquisa reflete a realidade do momento, mas isso não significa que tudo vai mudar da água para o vinho, em um piscar de olhos. Por isso mesmo, a menos que a extrema direita consiga emplacar outro golpe, tipo aquele lawfare de 2018, o que hoje está bem difícil, a tendência é a consolidação da liderança de Lula na corrida presidencial. E deve ampliar.