COLUNA SAQUE

Postado: 18/05/2022 - 09:12

POSTIÇO
A ação movida por Bolsonaro, no STF, contra o ministro Alexandre de Moraes, alegando abuso de poder, tem a clara pretensão de atiçar ainda mais o nível de tensão política, agravar a insegurança institucional e elevar o clima, a fim de mobilizar a militância neofascista em tumultos antes, durante e depois das eleições. Faz parte do plano golpista.

 

IMPOPULARIDADE
As vaias estrondosas, acompanhadas de gritos “Fora Bolsonaro” e “Lula Já”, que o presidente teve de engolir na terça-feira, em Capela (SE), onde tentou inaugurar uma rodovia com a obra ainda em andamento, é mais uma prova de que no Nordeste o neofascismo bolsonarista não se cria e na região será derrotado nas urnas, fragorosamente. É a vontade soberana do povo.

 

PREFERIDO
Apenas em poucos redutos do Sul, Centro-Oeste e menos ainda do Norte, com predominância do agronegócio e do pensamento ultraconservador da oligarquia rural que alimenta o neofascismo, Bolsonaro ainda mantém pequena vantagem eleitoral. No Sudeste e Nordeste, onde está o grosso da população, a preferência popular por Lula é disparada. Vide as pesquisas.

 

INAUTÊNTICO
Nada está decidido, porém é muito difícil Bolsonaro ganhar a eleição pela via democrática por um motivo simples. Ele repete a mesma estratégia e discurso de 2018, quando era pouco conhecido, surgia como “salvador” e as elites estavam unificadas para elegê-lo. Agora a história é outra, o “mito” foi desmascarado, há cisões entre os poderosos e o povo quer vê-lo na cadeia.

 

POSSIBILIDADE
Último recurso para evitar a entrega do setor elétrico, de vital importância para a soberania nacional. Deputados do PT entraram com pedido de liminar para que o STF impeça a privatização da Eletrobras. Bolsonaro quer efetivar em junho. A decisão é imprevisível. Apesar da resistência ao neofascismo, no tocante à agenda ultraliberal o Supremo tem sido permissivo.