Notícia

[Debate entre a CEE e a direção da Caixa sem avanço]

Debate entre a CEE e a direção da Caixa sem avanço

Postado dia: 22/10/2021 - 15:55

A negociação entre a CEE (Comissão Executiva de Empregados) e a direção da Caixa, nesta sexta-feira (22/10), terminou sem  avanço. O banco continua enrolando em assuntos importantes, como o fim da cobrança abusiva de metas e a correção da PLR (Participação nos Lucros e Resultados).


Sem negociação com os sindicatos, a empresa divulgou o retorno ao horário normal de atendimento a partir do dia 23 de novembro. O projeto remoto segue até 31 de dezembro deste ano e o retorno ao presencial será de acordo com o planejamento das diversas áreas da Caixa, no entanto sem a presença de grávidas que ainda não estejam com o ciclo vacinal completo.


Já as pessoas do grupo de risco e que estejam em outras em situações excepcionais devem seguir as orientações e fazer contato com o Comitê de Saúde. Se for o caso, devem ser encaminhados os atestados e exames médicos, com cópia para o gestor da unidade.


A CEE pautou também o acesso dos recém-admitidos no Certificado Digital, que impede de executar uma série de rotinas, tendo posteriormente avaliações ruins. O banco informou que o sistema foi atualizado na última quarta-feira (20/10) e que o problema está sendo resolvido. Sobre o registro de ponto, os representantes da Caixa informaram que o projeto piloto deve ser executado em novembro para simplificar o acesso no 4.9, 4.1, 4.52.


Quanto ao SISMN (Sistema Manual de Normativo), o banco declarou que já possui uma ferramenta robusta - o normas.caixa - e sugeriu aos empregados as assinaturas dos normativos que mais utilizam para receber alerta quando houver alteração. Recomendou também que fosse aberto chamado com ID do equipamento sobre os problemas com o Siga, assim como os materiais precários ou quebrados para ser acompanhado pelo banco.


A Caixa ainda informou que o Interaxa prepara uma ferramenta com pausa e transferência de atendimento nos casos de temas em que o funcionário não tenha conhecimento. Será feita também uma escala de jornada, assim como já disponibilizou a Rede Varejo com o passo a passo de todos os produtos Caixa. Porém, o banco não resolveu como fica o atendimento para quem está no presencial e não apresentou posição.


Sobre a eleição do Conselho de Administração deve ser instalada em novembro. Por fim, os itens como o GPD (Programa de Gestão de Desempenho), cobranças de metas, correção do valor da PLR e PQV (Programa Qualidade de Venda) ficaram para um nova reunião, a ser realizada na semana que vem.

Para o secretário geral da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe, Emanoel Souza, a reunião  serviu apenas para "levantarmos os graves problemas das condições de trabalho. Nenhuma resposta concreta e muitos dos temas foram postergados para o próximo debate. Isso significa que precisamos de muita mobilização para enfrentar essa etapa de nossa luta".