COLUNA SAQUE

Postado: 28/04/2021 - 14:21

IMPERIAL
Enquanto no Brasil Bolsonaro e Guedes cumprem à risca a agenda econômica ultraliberal, extinguem as políticas públicas e reduzem drasticamente a rede de assistência social, nos EUA Biden anuncia plano de US$ 2 trilhões para socorrer os mais necessitados. É o sacrifício da colônia pela boa qualidade de vida na metrópole. Lógica imperialista.

 

MACABRO
O ultraliberalismo neofascista, que tem o negacionismo como referência cultural, é uma ideologia não humana. O lucro acima de tudo. Vide a atitude de Paulo Guedes, de condenar o brasileiro por querer viver demais e onerar o Estado. Os pobres, principalmente, são considerados indesejáveis, passivos de eliminação. O genocídio na pandemia faz parte do macabro roteiro.   

 

SOMENTE
O tom da crítica da jornalista global Miriam Leitão aos novos ataques de Paulo Guedes à China é um alerta da crescente insatisfação de influentes setores do capital com a constante estupidez do ministro da Economia. Não porque esses segmentos das elites econômicas respeitem a diversidade e o decoro, mas pelo único motivo de as insanidades prejudicarem os negócios.

 

ANARQUIA
Governadores do Nordeste acusam a subprocuradora da República, Lindôra Araújo, de usar o cargo para satisfazer Bolsonaro e exigem providências ao CNMP. Juiz federal de 1ª instância tenta interferir nas decisões do Senado em favor do governo. A ruptura institucional de 2016 estabeleceu o caos no sistema de justiça. Todo mundo manda e raros respeitam as leis.

 

TORCENDO
Tomara que seja verdade. “Não dá para acabar em pizza uma CPI com 400 mil óbitos e que no curso dela chegará a 500 mil mortes”. É o que garante o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Pandemia. A comissão não tem poder para punir ninguém, mas a bom trabalho serve para descobrir as tramóias e obrigar o sistema de justiça a tomar as medidas legais.