COLUNA SAQUE

Postado: 07/10/2021 - 10:53

ANTIQUÍSSIMO
A necessidade de o ex-ministro José Dirceu ter de ir a público para desmentir notícia divulgada pelo Estadão, de que integra a coordenação da campanha presidencial de Lula, o que não é verdade, comprova que notícia falsa - fake news - é um vício antigo da imprensa nativa. Bolsonaro apenas passou a produzir massivamente, em escala industrial. Na eleição e no governo.

 

INCÓGNITA
A CPI da Covid está chegando ao final e o relatório, que o senador Renan Calheiros (MDB-AL) vai apresentar dia 19 próximo, deve responsabilizar muita gente poderosa do governo, inclusive o próprio Bolsonaro, políticos e empresários que o apoiam, pela tragédia na pandemia, que já matou cerca de 600 mil pessoas. Depois o caso fica com a PGR. Sem previsão.

 

PAREDÃO
Relator da CPI da Covid, Renan Calheiros (MDB-AL) promete um relatório bem objetivo, amparado em provas materiais e depoimentos, o que colocará o PGR Augusto Aras, acusado de proteger Bolsonaro e apoiadores, na obrigação de cumprir o dever constitucional e oferecer denúncia contra os acusados, sob pena de ficar completamente desmoralizado. Tomara que sim.

 

NEGATIVIDADE
A complacência, para não dizer conivência, como muita gente afirma, com o tal tratamento precoce - kit Covid do governo Bolsonaro -, cientificamente ineficaz, insere o Conselho Federal de Medicina, de forma negativa, em um capítulo sombrio da História do Brasil. Situação tão vexatória ao ponto de o presidente do CFM, Mauro Britto, se tornar investigado pela CPI. Vergonha.

 

REVELADORA
Atacada violentamente por Bolsonaro, ministros, políticos governistas, apoiadores e, principalmente, pela milícia virtual do gabinete do ódio, a CPI da Covid expôs o horror da delinquência do governo Bolsonaro durante a pandemia. A comissão foi criada em 13 de abril deste ano, instaurada dia 27 do mesmo mês e prorrogada por 3 meses em 14 de julho. Foram 64 sessões.