COLUNA SAQUE

Postado: 26/04/2022 - 10:24

ROTEIRO
Em desvantagem na corrida presidencial, consequência do desastre econômico, social e político, Bolsonaro faz de tudo para desviar a atenção da sociedade e tirar do debate eleitoral o fracasso do governo. O perdão ilegal aos crimes do deputado Daniel Silveira (PTB-RJ), os ataques ao STF, e ao TSE, entre outras barbaridades, fazem parte do roteiro neofascista.


        
INEVITAVELMENTE
Tentativas não faltarão, mas ao contrário de 2018, quando prevaleceu a agenda de costumes, centrada no falso moralismo, agora em 2022 não há como Bolsonaro fugir do debate sobre a crise econômica e social que tanto sofrimento tem causado ao povo brasileiro. Inflação, desemprego, pobreza, fome, saúde e educação estarão no centro da eleição presidencial.


 
“PATRIOTISMO”
Enquanto Bolsonaro viola a Constituição e tumultua o processo eleitoral, a fim de desrespeitar as urnas, a previsão de inflação sobe para 7,65% em 2022. Conforme a MB Associados, a pobreza aumentou em 14 de 15 capitais analisadas. Segundo a Tendências Consultoria, mais da metade da população vai encerrar o ano nas classes D e E. “Patriotismo” bolsonarista.


 
ALARMANTE
Muito preocupante a omissão irresponsável, que inclusive pode ser compreendida como cumplicidade, de boa parte das elites econômicas, políticas e setores influentes da mídia com a escalada dos ataques de Bolsonaro às instituições e à ordem constitucional. O momento exige unidade nacional em defesa da democracia e dos valores republicanos.


 
CORRETÍSSIMO
Líder absoluto em todas as pesquisas, Lula faz bem ao não se pronunciar sobre o perdão ilegal concedido por Bolsonaro aos crimes contra a Constituição e a democracia cometidos por Daniel Silveira. É melhor seguir no caminho que tem trilhado, de debater com todos os segmentos da sociedade soluções para tirar o Brasil da grave crise em que se encontra.