COLUNA SAQUE

Postado: 17/05/2022 - 10:59

COMPARSAS
Bolsonaro ameaça sistematicamente a legalidade e não se ouve um pio das entidades representativas do poder econômico como Febraban, CNI, Fiesp, CNC, agronegócio e outras. Caladinhas. É a tradição golpista das elites, que se rotulam “liberais” e “patriotas”, mas não hesitam em violar a Constituição e a democracia, em troca do lucro fácil, mesmo à custa da soberania nacional.

 

COAUTORIA
Chega a ser irresponsável e até criminosa, a omissão de instituições que têm o dever de salvaguardar a Constituição e a democracia, como o Parlamento e a PGR, perante a escalada golpista de Bolsonaro. Na segunda-feira ele voltou a atacar o STF e o TSE, com ameaças de não respeitar o resultado das urnas, e ainda foi aplaudido por empresários de supermercados. Estupidez.

 

VAZIO
Por incrível que pareça, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), esteve no programa Roda Viva, da TV Cultura, segunda-feira, fez a defesa das urnas eletrônicas, condenou duramente as ameaças à legalidade, mas não responsabilizou Bolsonaro. Denúncia vazia. Lamentável, atitude que não reforça a resistência democrática e só estimula a impunidade.

 

DISSIPAÇÃO
A tal 3ª via, fantasia da direita perfumada, está evaporando. Após o trágico fim de Moro, agora é Dória quem se esvai. A cúpula do PSDB conspira para anular as prévias na convenção e cassar a candidatura dele. Resta Ciro, que também definha e cujo grosso do eleitorado, queira ele ou não, vai acabar migrando, a maioria para Lula e pequena parte para Bolsonaro.

 

AFLIÇÃO
O discurso carregado de ódio, a irritação, os palavrões, os ataques ao STF e ao TSE, inclusive com ameaças às eleições em evento com supermercadistas, não deixam dúvida. Embora critique as pesquisas, Bolsonaro tem consciência da liderança de Lula e sabe que pela via democrática será derrotado nas urnas. É desespero, pois sabe que sem mandato acabará preso.