Home
>
Saques

COLUNA SAQUE

SERÁ DESASTROSO
Se, como querem estúpidos bolsonaristas, a Câmara Federal votar pela libertação do deputado Chiquinho Brazão (UB-RJ), preso preventivamente pela PF, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL), dará um péssimo exemplo à nação. Espera-se que o Parlamento se respeite e respeite as leis. As provas são contundentes.

 

PLENA DEFESA
O cidadão comum que respeita as regras, que acredita no Estado democrático de direito, ficará desmoralizado caso o espírito de corpo prevaleça sobre os valores republicanos e a Câmara Federal tente obstruir o trabalho da Justiça, aprovando a libertação do deputado Chiquinho Brazão. Ele terá pleno direito de defesa para, se for inocente como diz, comprovar nos tribunais.

 

COVARDÃO MESMO
A descoberta de que Bolsonaro se escondeu na Embaixada da Hungria com medo de ser preso e aquela fuga insana para os EUA, às vésperas do fim do mandato, mostram que Lula acertou no alvo quando o chamou de “covardão”. Acrescente os calundus, o chororô e os ataques nervosos após a derrota nas urnas. É do tipo que se alguém bater o pé foge em disparada.

 

CORTA ESTA
O Brasil não precisa, para compensar o fato de Lula ter classificado o genocídio em Gaza pelo exército israelense de “holocausto” palestino, o que é uma verdade, se permitir ser usado pelos EUA como instrumento de pressão e interferência em questões políticas internas da Venezuela. Afinal, é premissa básica do campo progressista a autodeterminação dos povos.

 

MAIS INCISIVO
Lula tem razão ao dizer que “não queremos transformar a Amazônia em um santuário do mundo”, durante evento no Pará, com a presença do presidente francês Emmanuel Macron. Mas, independentemente desta posição, o governo brasileiro precisa ser mais incisivo na prevenção e repressão a muitas barbaridades que continuam acontecendo na floresta.

Relacionadas