COLUNA SAQUE

Postado: 10/09/2020 - 14:12

LÍQUIDO
A denúncia de que o vice Mourão e o ministro Salles usaram imagens da Mata Atlântica como se fosse da Amazônia para enganar a sociedade sobre o controle de incêndios na floresta, comprova que o governo Bolsonaro não sobrevive sem fake news. É inacreditável. Só se sustenta na fraude, na embromação, no falso moralismo. Tem nada de sólido, só líquido fétido.

MICO
Detalhe que revela o descaramento e a incompetência do governo Bolsonaro ao tentar vender a Mata Atlântica como se fosse a floresta amazônica.  A fraude escancarou porque o vídeo usa o mico leão dourado, espécie inexistente na Amazônia. Parece brincadeira. Um insulto à nação.

CARESTIA
O governo, óbvio, tem toda responsabilidade pela falta e alto custo do arroz. Aliás, desde o início da pandemia os preços dos produtos básicos têm subido muito. Quando não é a cebola é o feijão, a farinha, o leite, o sabão, e por aí vai. O arroz virou manchete porque as majorações são escandalosas. Na usura, as elites aproveitam a Covid para elevar os lucros.

DEMAIS
ó nos últimos dias as policias federal e civil cumpriram, no Rio, mandados de busca e apreensão em endereços residenciais e corporativos do ex-prefeito Eduardo Paes, de Cristiano Zanin, advogado de defesa de Lula, e do prefeito Marcelo Crivella. Sem falar no afastamento do governador Wilson Witzel. O Judiciário no protagonismo político. Perigo.

JUSTIÇA
Muita diferença. Indicado por Lula, o ministro Dias Toffoli disse, ao transferir a presidência do STF para Luiz Fux, que no Brasil “se pratica Justiça diuturnamente”. Não explicou o conceito que tem de Justiça. Já Alexandre de Moraes, indicação de Temer, afirmou: “Sabemos o quanto esse Supremo foi ameaçado”. Que cada leitor tire suas conclusões.